Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Independentes indicam Marcel Silvano como líder de bancada

Resistência ao governo "da mudança" passa a ser formalizada no plenário da Câmara

Em 19/04/2017 às 12h52


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

 Marcel passa a ser líder da resistência composta por Luiz Fernando e Maxwell Vaz Marcel passa a ser líder da resistência composta por Luiz Fernando e Maxwell Vaz
Os vereadores 'independentes' oficializaram ontem (18) a composição da bancada que promove a resistência política contra a gestão do prefeito Dr. Aluízio (PMDB).

Marcel Silvano (PT) passa a responder pelo bloco formado também pelos vereadores Maxwell Vaz (SD) e Luiz Fernando (PT do B), unidos pelo objetivo de defender a independência do Legislativo sobre as vontades e a pressão exercida pelo Executivo.
Já empossado como líder, Marcel fez ontem o seu primeiro pronunciamento como representante do movimento político que surge na linha da oposição.

"O papel da oposição na Câmara é estar disposto a se organizar, especialmente no momento em que a desordem se instala sobre a administração da cidade, onde pessoas acreditam estar acima da humanidade", disse Marcel.
Ao avaliar como caótica a relação entre o governo e a Câmara, Marcel afirmou que hoje o Legislativo encontra a oportunidade ideal para ajudar Macaé a reescrever a sua história.

"É preciso ter coragem para resistir. Estamos abertos ao diálogo, enquanto o prefeito é autoritário e centralizador, nós defendemos uma política que priorize a cidade, com a participação das pessoas. Só assim se encontra a transparência. Quando acontece o contrário, quando o governo se volta contra a cidade, a corrupção acaba sendo a sua marca", disparou Marcel.

O vereador foi crítico também ao modelo de gestão adotado pelo governo 'da mudança' que sucateou secretarias importantes para promover o bem-estar social de Macaé.

"As secretarias mais simbólicas, que ajudam a melhorar a vida das pessoas, como o Esporte, por exemplo, hoje são sucateadas ou escantinadas. Elas não são prioridades para um prefeito que não tem sensibilidade, de ouvir e até de se emocionar", considerou o vereador.

Marcel encerrou o seu discurso fazendo uma provocação direta ao Executivo.
"O prefeito, que não confia em ninguém, que acredita que a sua capacidade é superior a de todos, deveria indicar o líder da sua bancada, algo que torna-se bastante difícil para o seu ego, que hoje penaliza completamente toda Macaé", disse Marcel.

Frase

"Não há mais tempo para esse governo"
Marcel Silvano, PT

Autor: Márcio Siqueira

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:

Tags: política


publicidade